Tendências, dicas, idéias e inspirações para casamento da AboutLove

Como homenagear aqueles que já partiram

As homenagens às pessoas queridas fazem parte de qualquer celebração de casamento. Em alguns casos, as honras, públicas ou mais íntimas, também são dadas àqueles que não estão mais presentes fisicamente. Encontrar uma maneira singela de fazer uma homenagem para os que se foram pode ser um desafio, já que a relação de amor deve ser exaltada nesse momento de alegria e não a tristeza da perda. Criar um clima mórbido não é o objetivo em um momento tão festivo como esse, não é verdade?!

A gente separou algumas ideias para te ajudar nessa nobre missão:

  • Use um item especial

Usar um item especial que lembre a pessoa é uma maneira particular de prestar uma linda homenagem à quem nunca vai sair do seu coração e da sua memória. Pode ser uma joia que você ganhou, um adereço que ela/ele gostava de usar, etc.

  • Relicário

A palavra relicário remete a um lugar destinado a guardar ou proteger coisas preciosas e/ou relíquias. As medalhinhas, pingentes ou camaféus que trazem geralmente a imagem de alguém especial já falecido, são exemplos de relicários. Colocar essas peças junto ao bouquet, por exemplo, é uma das formas mais singelas de homenagear alguém durante o casamento.

grey Como homenagear aqueles que já partiram

Foto: via Indulgy

  • Mesa de fotos

Organize uma mesa com porta-retratos com a fotos daqueles que já partiram. Ao olhar as fotografias, os convidados também poderão conhecer um pouco mais do passado e da história dos noivos. Uma sugestão é posicioná-la perto da mesa de recados na festa de casamento.

  • Reserve um lugar

Deixe um lugar reservado com algum elemento especial, simbolizando aquela pessoa que você gostaria que estivesse presente ali, fisicamente, no momento da cerimônia.

  • Balão

Solte balões brancos no fim da cerimônia religiosa para cada pessoa amada que já faleceu.

  • Faça um brinde

Inclua no cerimonial um momento de brinde e faça um pequeno discurso em homenagem à memória do amigo ou parente especial.

Se a perda tiver sido muito recente, prepare-se para emoções ainda mais fortes. Ficar olhando, durante a cerimônia de casamento, para uma cadeira reservada, por exemplo, pode te deixar extremamente sensível. Analise seu estado emocional e converse com seus familiares para saber qual seria a melhor forma de homenagear esses entes queridos.

Uau! O efeito da iluminação no casamento

Mesmo a mais linda decoração pode ser arruinada por uma iluminação feita de forma errada. O contrário também é verdadeiro. Uma iluminação no casamento bem feita dá vida, exuberância e charme a qualquer local mais simples.

As luzes são responsáveis por criar o ambiente perfeito, atuando como uma espécie de ligação entre todos os elementos do evento.  Se seu casamento é à noite, no final da tarde ou durante uma manhã que poderá ficar nublada, a iluminação deve ser pensada com carinho.

grey Uau! O efeito da iluminação no casamento

Foto: via Pinterest

O local da recepção, geralmente, já oferece alguns itens de iluminação padrão, mas se você não está muito feliz com essas opções ou quer adicionar um efeito diferente ao seu casamento, lá vão algumas sugestões encantadoras:

  • Luzes modernas e coloridas

Uma proposta que está em evidência nos casamentos modernos é o uso de luzes coloridas, especialmente em espaços minimalistas ou decorados com cores mais neutras. O esquema de iluminação pode dar ênfase à cor predominante na sua paleta. Olha só como a luz azul esmeralda dá um efeito muito interessante e bonito nessa decoração predominante branca.

Se você gosta de apostar em ideias mais diferentes, colocar um ponto de iluminação em baixo das mesas (do jantar ou dos convidados) pode ser uma alternativa bacana.

grey Uau! O efeito da iluminação no casamento

Foto: via Pinterest

Além disso, dá pra investir nas luzes modernas e coloridas em estações específicas montadas na recepção. O local dos coquetéis e a pista de dança, por exemplo, podem ser iluminados com cores vibrantes e quentes, como laranja, vermelha e roxa

  • Clima vintage

Para ter um efeito vintage glamouroso, um lustre de vidro suspenso é imbatível. Apenas verifique se o local alugado para o vento permite a colocação temporária dessas luminárias. Se o lugar for muito grande, você pode optar por apenas um ambiente com essa iluminação elegante e retrô.

Cortina de luzes, luminárias feitas com recipientes rendados, cordão de bolinhas iluminadas, paineis, etc. são algumas ideias que podem ser feitas para acrescentar mais um toque de iluminação vintage à sua festa. E você mesmo pode fazer alguns elementos, no melhor estilo DIY!

  • Velas e romantismo

Nada é mais romântico que o brilho suave da chama de uma vela, não é?! Não é à toa que o jantar a luz de velas é o queridinho dos enamorados! Muitas noivas escolhem esse tipo de iluminação para o casamento. Além de romântico, é simples, barato e muito singelo.

As velas podem ser usadas como centros de mesa ou como pontinhos de luzes independentes. Também podem ser colocadas em arranjos florais ou em jarros com água para flutuar. Ao usar velas perfumadas, você ainda pode adicionar uma fragrância agradável ao seu local de recepção. Que tal?

  • Iluminação a céu aberto

A iluminação é essencial para um casamento ao ar livre que vai se estender até a noite. Luzes em um espaço aberto podem criar um ambiente encantador, além de delimitar o local, caso ele seja amplo demais. Veja como as “luzes de quermesse” deixam qualquer festa muito mais charmosa.

As luzes de fadas (aquelas pequenas luzes em cordão) podem ser usadas para destacar todas as características particulares do local. Com velas de citronela, você terá a vantagem de manter bem longe os indesejados insetos. Coloque-as em jarros para que o vento não apague as chamas.

Para criar um clima mais dramático, demarque o caminho de entrada da recepção com velas ou tochas.

Conhecendo um pouco mais as possibilidades, você pode compartilhar suas ideias com seu decorador ou sua decoradora e incrementar a iluminação do seu casamento de acordo com seu estilo.

Bebidas da festa: quanto e como comprar?

Nenhuma noiva, que pretende ter um casamento com bebida alcoólica, quer ter o constrangimento de perceber que a cerveja, vodka, o espumante, acabou no meio da festa. Por outro lado, comprar demais pode significar desperdício de dinheiro.

Sem dúvidas, uma das melhores maneiras de adquirir bebidas para o casamento é pelo processo de consignação. Muitos fornecedores oferecem esse serviço que consiste basicamente em pagar por aquilo que foi consumido. Ou seja, os noivos fazem um contrato para receber um número específico de bebidas e o que sobra pode ser devolvido sem que eles precisem pagar.

Geralmente, a assessora de casamento fica responsável por controlar o processo de consumo para a prestação de contas. Algumas empresas especializadas, também enviam um funcionário designado a fazer isso. Ele é quem cuida da reposição e retirada posterior do que não foi consumido.

Já deu pra perceber que a consignação é um excelente negócio, não é?! O problema é que muitos salões de festa não aceitam esse tipo de serviço. Eles mesmos vendem a bebida gelada, geralmente cerveja e com um preço um pouco mais alto, e só permitem que algumas outras bebidas sejam trazidas de fora. Na hora de assinar o contrato, isso deve ser colocado na balança para ver se vale a pena a contratação desse ou daquele buffet.

  • Agora, como calcular a quantidade de bebidas para o casamento?

Essa é uma questão um tanto quanto complexa. Não há uma equação perfeita para todo casamento. Isso porque existem dezenas de variáveis: o perfil dos seus convidados, o clima e o costume da região, o período do dia em que o casamento vai ser realizado, a animação da festa, etc.

Por exemplo: suponhamos que os seus convidados gostem muito de whisky, mas o casamento vai ser de dia e a probabilidade é de tempo bem quente e abafado. A chance de a cerveja geladinha ser a preferida é bem alta, certo? Mas, e se as garrafas não estiverem tão geladas assim? Os convidados podem abrir mão da cerveja e ficarem somente no refrigerante e na água de coco. Notou como não há fórmulas exatas para fazer esse cálculo, né?!

O que existe é uma base, sugerida pela maioria das distribuidoras e buffets, que deve ser modificada de acordo com as características da sua festa.

  • Espumante: 1 garrafa para cada 2 pessoas. Lembre-se que durante o dia, em clima mais quente, o consumo de espumante pode aumentar. Se houver uma estação com drinks e coquetéis, essa quantidade pode diminuir para 1 garrafa para cada 3 pessoas.
  • Vodka: 1 garrafa para cada 10 convidados. Essa é uma bebida bem apreciada por jovens, portanto, se houver muitos na sua festa, considere aumentar o número de garrafas por pessoa.
  • Cerveja: 1 garrafa (600ml) de cerveja por convidado, caso a festa tenha apenas essa bebida alcóolica, refrigerante e água. Se tiver espumante e vinho, a proporção pode diminuir para 1 garrafa para cada 4 convidados. Com todas essas bebidas mais whisky, o cálculo pode ser 1 garrafa para cada 6 pessoas.
  • Whisky: Calcula-se 12 garrafas para cada 100 convidados. Tenha em mente que essa bebida pode ser mais consumida quando o clima estiver frio.
  • Vinho tinto: Em caso do vinho tinto ser servido apenas para acompanhar o jantar, o recomendado é uma média de 1 garrafa para cada 7 pessoas.

Se você tiver um barman e toda a estrutura de uma estação de coquetéis e drinks, as bebidas como cachaça, tequila, saque, etc. ficam por conta da empresa contratada. Ela é responsável por não deixar faltar bebida durante todo o período acertado em contrato. Por isso, converse com a empresa sobre o estilo do casamento e o perfil dos seus convidados.

E não esqueça: durante a festa, não precisa exagerar! Você não quer perder uma das memórias mais importantes da sua vida, né?!