Bebidas da festa: quanto e como comprar? - Blog AboutLove

Bebidas da festa: quanto e como comprar?

Nenhuma noiva, que pretende ter um casamento com bebida alcoólica, quer ter o constrangimento de perceber que a cerveja, vodka, o espumante, acabou no meio da festa. Por outro lado, comprar demais pode significar desperdício de dinheiro.

Sem dúvidas, uma das melhores maneiras de adquirir bebidas para o casamento é pelo processo de consignação. Muitos fornecedores oferecem esse serviço que consiste basicamente em pagar por aquilo que foi consumido. Ou seja, os noivos fazem um contrato para receber um número específico de bebidas e o que sobra pode ser devolvido sem que eles precisem pagar.

Geralmente, a assessora de casamento fica responsável por controlar o processo de consumo para a prestação de contas. Algumas empresas especializadas, também enviam um funcionário designado a fazer isso. Ele é quem cuida da reposição e retirada posterior do que não foi consumido.

Já deu pra perceber que a consignação é um excelente negócio, não é?! O problema é que muitos salões de festa não aceitam esse tipo de serviço. Eles mesmos vendem a bebida gelada, geralmente cerveja e com um preço um pouco mais alto, e só permitem que algumas outras bebidas sejam trazidas de fora. Na hora de assinar o contrato, isso deve ser colocado na balança para ver se vale a pena a contratação desse ou daquele buffet.

  • Agora, como calcular a quantidade de bebidas para o casamento?

Essa é uma questão um tanto quanto complexa. Não há uma equação perfeita para todo casamento. Isso porque existem dezenas de variáveis: o perfil dos seus convidados, o clima e o costume da região, o período do dia em que o casamento vai ser realizado, a animação da festa, etc.

Por exemplo: suponhamos que os seus convidados gostem muito de whisky, mas o casamento vai ser de dia e a probabilidade é de tempo bem quente e abafado. A chance de a cerveja geladinha ser a preferida é bem alta, certo? Mas, e se as garrafas não estiverem tão geladas assim? Os convidados podem abrir mão da cerveja e ficarem somente no refrigerante e na água de coco. Notou como não há fórmulas exatas para fazer esse cálculo, né?!

O que existe é uma base, sugerida pela maioria das distribuidoras e buffets, que deve ser modificada de acordo com as características da sua festa.

  • Espumante: 1 garrafa para cada 2 pessoas. Lembre-se que durante o dia, em clima mais quente, o consumo de espumante pode aumentar. Se houver uma estação com drinks e coquetéis, essa quantidade pode diminuir para 1 garrafa para cada 3 pessoas.
  • Vodka: 1 garrafa para cada 10 convidados. Essa é uma bebida bem apreciada por jovens, portanto, se houver muitos na sua festa, considere aumentar o número de garrafas por pessoa.
  • Cerveja: 1 garrafa (600ml) de cerveja por convidado, caso a festa tenha apenas essa bebida alcóolica, refrigerante e água. Se tiver espumante e vinho, a proporção pode diminuir para 1 garrafa para cada 4 convidados. Com todas essas bebidas mais whisky, o cálculo pode ser 1 garrafa para cada 6 pessoas.
  • Whisky: Calcula-se 12 garrafas para cada 100 convidados. Tenha em mente que essa bebida pode ser mais consumida quando o clima estiver frio.
  • Vinho tinto: Em caso do vinho tinto ser servido apenas para acompanhar o jantar, o recomendado é uma média de 1 garrafa para cada 7 pessoas.

Se você tiver um barman e toda a estrutura de uma estação de coquetéis e drinks, as bebidas como cachaça, tequila, saque, etc. ficam por conta da empresa contratada. Ela é responsável por não deixar faltar bebida durante todo o período acertado em contrato. Por isso, converse com a empresa sobre o estilo do casamento e o perfil dos seus convidados.

E não esqueça: durante a festa, não precisa exagerar! Você não quer perder uma das memórias mais importantes da sua vida, né?!

 

Leia o post anterior:
mulher abotoa vestido de noiva
Adquirindo o vestido de noiva

Há mulheres, que até mesmo antes de noivar, já sabem exatamente qual vestido de noiva querem. Inclusive têm aquela "pastinha"...

Fechar